segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Adele - Rolling in the deep

domingo, 28 de agosto de 2011

Filosofando nas placas de carro


Outro dia reparei que tenho uma mania bem peculiar: Adoro ler as placas de carro.
Tudo tem uma ordem a ser analisada.
Primeiro, faço uma soma mental dos números... este exercício sempre fiz quando estudava para provas de matemática rs.
Segundo, vejo a origem da cidade daquele carro... já descobri cidades que nem mesmo Judas sabia que tinha perdido suas botas por lá rs.
E terceiro, as letras, e o que elas tem de significado para minha mente pra lá de fértil.

Comecei a ter este hábito, quando trabalhava na cidade de Guarulhos,... Quando o trânsito párava, comecei  a reparar nos veículos da frente e anotar as palavras.
Já descobrir inúmeras pequenas palavras, que podem ter seus significados em português ou em inglês.
Ainda hoje, fazendo minha costumeira viagem de idas e vindas de São Paulo, percebo que faço isso quase que mecanicamente...

Outro dia apareceu uma seqüência um tanto hilária:

Carro Placa : VAI

Minutos depois:

Carro Placa: PRA

Minutos depois:

Carro Placa: PQP

Não preciso nem dizer... Ri sozinha mesmo!!! Poxa... a vida esta me mandando para aquele lugar!!!

Tem outras que não são muito de frases... Mas se vc esta com fome elas aparecem, tipo:

Carro Placa: EGG ( ovo em inglês)

Depois:

Carro Placa: HAM ( presunto em inglês)

E depois

Carro Placa: PAO ( tudo isso igual a fome da P@%*!)

E teve vezes que já vi algo como se fosse um sincronismo de pensamentos:

- Poxa, e agora? Será que devo tomar esta decisão?

Olho para fora e vejo a placa do carro passando com um visível : SIM
Se eu não acreditasse em sinais sutis da vida... acharia que estou sendo perseguida de alguma maneira.

E tem outras que foram apenas para lembrar-me de que a vida tem que ser levada com uma dose de leveza. Mesmo naqueles dias que vc acorda não vendo graça em nada, se sentindo horrível... e acha que o dia vai acabar da mesma maneira que começou, então, olho para fora e a placa irônica me diz:

Carro Placa : RIA

Não acredito em coincidências... ok?! Rs






Para roubar um coração


Uma amiga queridissima compartilhou este texto comigo devido a diversos assuntos que falavamos em ordem sentimental.... Mas em principal, como lidamos com os buracos de nossa alma. Da minha parte, falei sobre como e quando tiramos os drenos, estes que mostram que nossa alma foi terrivelmente ferida, e de tanto expurgo, tinhamos de colocar estes drenos até haver a cicatrização completa da ferida. Nunca sabemos quando isso ocorrerá... pode levar um avida inteira... Mas é importante que sempre coloquemos a fim de lembramos que ali existe um coração e que o acontecimento não foi superficial.
Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, 
não se alcança o coração de alguém com pressa.
Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado.
Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.
Conquistar um coração de verdade dá trabalho,
requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança.
É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade.
Para se conquistar um coração definitivamente
tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos.
Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes,
que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.
...e então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele,
vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco.
Uma metade de alguém que será guiada por nós
e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração.
Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria.
Baterá descompassado muitas vezes e sabe por que?
Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós.
Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava.
... e é assim que se rouba um coração, fácil não?
Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade,
a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então!
E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... é simples...
é porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Sentimento e paciência

Acredito que nenhum texto, livros e afins... Caem nas suas mãos, nos seu colo, na sua mente ou aonde for, a toa.
Em uma de minhas viagens pela matrix... me deparei com este blog http://pacienciacomsentimento.blogspot.com/2011/07/felicidade-passa.html , no qual achei um texto de uma verdade única para o que pensava e refletia na semana.
Eis:

Um amigo me confidenciou certa vez, que levou sua estimada namorada para um almoço, e que, neste almoço conversaram sobre diversos assuntos até se deliciarem com a sobremesa. Partindo do restaurante tiveram a idéia de ir a um shopping, na mesma cidade, o qual  meu amigo pretendia comprar uma peça de roupa e dois livros de Nietzsche - livros sobre filosofia, até que depois de rodarem pelo shopping e ter feito as compras a menina começou a mudar seu comportanto, soltando a mão do namorado e caminhando em sua frente com passos largos, preocupado, o namorado a indagou : Por que está se comportando assim!? Ela respondeu incisivamente : Porque você é insuportável!! O peito do meu amigo se encheu de vazio e uma gota de lágrima estava por escorrer, ele pensou em todos os momentos felizes que proporcionou a sua namorada e não conseguia entender o motivo de todo aquele rancor para ele. Ao voltar para casa triste e desconsolado se deparou com um vizinho no elevador que o perguntou: Por que está com esse rosto de choro ? Ele respondeu : Porque acabo de fazer compras com meu primeiro salário, e isso me deixou muito feliz, as lágrimas são apenas um efeito fisiológico do meu organismo externar esta felicidade, o vizinho sem entender direito apenas balançou a cabeça . A vida é tão linda e com isso ele aprendeu uma lição -Não espere receber o mesmo amor e carinho que transmite para o outro.

Obrigada!!!!!

Sapato Apertado


Sempre levei muito a sério o lance da intuição. Aquela certeza tão inevitável, que não tem momento para acontecer, e quando acontece, parece ser pior ou melhor do que uma bela chamada dos pais quando criança.
Muitas vezes ignorei a minha intuição e sempre levei a pior... Mas quando a segui,... fora das melhores situações e momentos que passei... um alivio sem fim no final do fato ocorrido.
Mas para se ter uma idéia do que exponho, outro dia, indo ao shopping com uma amiga,... a mesma queria comprar um novo par de sapatos. Lógico que isso demorou horas,... Digo isso, pq não sou um tipo de mulher que fica horas nas compras... é sério! Não tenho paciência, e direi um dia em outro post o pq... Mas voltando as compras da amiga, chegamos a uma loja... lá se foi o vendedor descer e trazer as pilhas de caixas que ela tinha adorado e outros nem tanto... mas já que estamos aqui, vamos experimentar rs.
Calçando um sapato e outro... ela sempre reclamava que eles estavam apertados... não que o numero estava errado... mas ela dizia que o calçado do pé esquerdo sempre estava machucando, apertando, incomodando etc.
Eu, como tenho boa memória, perguntei:

- Mas perai... vc sempre reclamou desse pé... desde que temos nossa amizade, vc sempre sente dores neste pé... vc já foi ver isso?
Minha amiga sentando-se ao meu lado, e o vendedor com aquela cara do tipo: e ai? Vamos levar ou não?

Amiga: Então... fui ver ... passei em vários tratamentos clínicos e de ortopedia e nada... Acho que não sirvo para usar salto... serei um eterna consumidora de tênis rsrsr.

Eu olhando e pensando... Veio como um grito f@%$* na minha mente do tipo:

- Já sei,... Amiga, faz o seguinte... pede para o seu pé esquerdo um numero maior... e no direito continue usando o mesmo, no caso seu 38.
- Por que?! (com aquela cara de paisagem)
- Faz ai que estou t falando e depois de calçá-los dá uma andada.

O vendedor todo gentil, fez o que pedimos e BINGO!

Quando minha amiga calçou, e pôs-se a andar... a diferença foi nítida.

- Meu Deus!!!! Não está doendo???!!! Como assim?... Me sinto como estivesse de tênis rsrsrs.. exagero, mas não está doendo meu pé e até me equilibro melhor.

Dei a minha amiga um grande sorriso e disse:

- Agora sim, vc já pode ser gente grande!!! Já está usando salto rsrsrsrs Que bom que funcionou!

- Amiga!!!! Como vc sabia disso? Vc é ótima!!! Como agradecer??? Vc mudou tudo é minha vida agora rsrsrs

Sabia que era exagero demais da parte dela... mas a felicidade dela e alivio era tanto que expliquei de forma bem simples:

- Amiga, não sei!!!! Rsrsrsr Apenas veio aquela voz que sempre grita em minha mente... e ela disse: ela tem tamanhos diferentes de um pé para o outro. O pé esquerdo é maior. E ai foi que pedi para que trouxesse o numero maior para vc.

O vendedor e ela fizeram uma cara como se fosse um raciocínio extraordinário... Mas para mim, foi apenas que estava ligada a situação e lógico a minha intuição que gritou na hora. Poderia, apenas ignorar isso... e minha amiga sair sem sua compra e aquele vendedor sair sem sua venda... Mas diferente disso, após a descoberta minha amiga levou mais três pares de sapatos! Rs
Todos felizes?! Quase... Pq eu queria ir para casa, pq meus pés estavam me matando de cansados...de compras! rs


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Simbiose X Osmose

Osmose é uma propriedade de certas células de permitirem que substâncias penetrem ou saiam por sua membrana, para diversos fins: alimentação, procriação, defesa ( o caso dos glóbulos brancos), etc.
Mas o que isso tem a ver com o filosofar da vida?
Sempre ouvi aquela expressão: Fulano aprende por osmose.
Pois é, tem pessoas que absorvem o conhecimento como se fossem esponjas. Por vezes ficam prestando uma atenção quase búdica na aula... e não fazem anotação, nem sequer dão uma olhada nos livros e apostilas sem fim.

Quando estava fazendo este texto, lembrei de um outro que estava fazendo há muito tempo e não tinha terminado pq faltava algo.
O assunto era sobre relações simbióticas, ou melhor, a simbiose.
Para dar um leve entendimento sobre o que é a simbiose, segue a resumida explicação:

Relação inter-específica entre dois ou mais indivíduos que lhes permite viver com vantagens mútuas. Em casos extremos, os simbiontes, elementos intervenientes nesta relação, não podem viver quando se interrompe a associação. Pode contudo, acontecer que dois indivíduos se proporcionem benefícios mútuos, mas ambos possam fazer vida independente sem que tal cause qualquer dano. Neste caso, fala-se em cooperação, embora muitas vezes se atribua à simbiose um significado mais amplo que inclui também esta forma de associação.

Embora a cooperação não seja uma simbiose no sentido restrito do termo, é muitas vezes difícil, na prática, determinar até que ponto a colaboração entre os indivíduos determina a dependência mútua. Por esta razão, estes casos são muitas vezes incluídos nas simbioses.
Um exemplo típico de cooperação é a associação do caranguejo eremita ou casa alugada com diferentes actínias ou com colônias de hidras. Outro exemplo é a associação que os crocodilos mantêm com algumas aves. Estas obtêm facilmente alimento sobre o corpo do crocodilo, que deixa limpar dos dentes e da boca - os parasitas que aderem à sua pele e à sua mucosa bucal.

Levando isso na vida moderna, todos querem e buscam uma liberdade de relacionamento, sem haver anulação da sua personalidade. A cooperação e cumplicidade é o sonho de qualquer individuo saudável, que queira viver uma vida a dois ou mais neste planeta.
Aonde esta dificuldade então, se até os animais mais simples em suas estruturas e funcionalidades conseguem este tipo de relação?

Oras, somos humanos.. e isso já faz a grande diferença e complexidade dessa historia entre osmose e simbiose.
Osmose seria como uma função instintiva, vc não pede, não age... ela acontece... eu escrevendo o texto e vc lendo... sua osmose esta acontecendo. Mesmo que vc não queira guardar nada disso aqui... alguma coisa ficará no seu subconsciente. Isso é fato!
Mas a simbiose não, ela é mais trabalhosa... leva-se anos, séculos etc... para que haja alguma evolução... Acredito que para nossos amigos animais seja realmente tranqüilo esta relação com o tal parasita. Há uma troca. Mas se temos um parasita humano em nosso convívio? Como ficamos? Imagine aquela pessoa totalmente dependente de ti... do seu agir e respirar?... Insuportável não?! Mas isso existe muito... mais comum que imaginamos.
Temos aquelas relações dependentes necessários, até como o funcionamento de serviços públicos em geral.
Mas a proposta colocada pela biologia é um convívio parasital, onde há uma troca benéfica para ambos. Penso realmente se o ser humano é evoluído se olharmos por esta ótica.
As poucas relações que encontramos de amizade e afins com as pessoas, talvez uma ou duas, teremos um acordo de simbiose desse nível.
O que vale é a dosagem disso tudo,... vc anda fazendo mais osmose ou simbiose em sua vida?






Poetizando

Quando faltarem as palavras, as idéias e conversas sem fim...

De certo, será o momento de tudo si cerrar num beijo.

Mas se a distância fizer presente, e não houver mais sorrisos, abraços, palavras, olhares e despedidas...

Não se preocupe, farei a sua alma está presente...

Mesmo que não esteja ciente.... de tudo isso... neste breve poetizar.


domingo, 21 de agosto de 2011

Ó pai i ó... Vai bater uma xepa?

Confesso mais uma vez para quem acompanha os meus singelos rascunhos neste blog, eu fico a cada dia admirada com as palavras que descubro nesta minha vidinha não menos desinteressante.
Uma amiga me cobrou o por que não ando mais escrevendo meus diálogos filosóficos com/do serzinho... Realmente! Disse a ela,... Mas é que estamos numa fase de adaptação de tempo e horários e afins. Mesmo porque, não dá para filosofar sempre que queremos... Faço a comparação como se fosse apreciar uma boa taça de vinho... E que talvez, vc nunca mais fosse te-la novamente. Filosofar seria um pouco isso... Vc nunca terá aquela conversa novamente... Mesmo se for com a mesma pessoa ou o assunto.
Mas para não deixar com saudades, contarei um fato que farei um link a seguir sobre o que as expressões populares tão desconhecidas de mim podem fazer a uma pessoa.

Saindo de nossos trabalhos habituais, meu querido garoto de alma ginasial, ofereceu-me uma carona naquela noite fria. Havia comentado que estava com uma fome que poderia auto-comer meu estômago (exagero, lógico). Eis que o garoto solta:

O Garoto: Então vc precisa bater uma xepa! Que tal?

Pausa: Nunca tinha ouvido esta expressão... E pode ter certeza que pensei as coisas mais horríveis do mundo... rsrsrss... Meu assombro foi pior do que ouvir o pior palavrão...

Eu: O que??? O que vc disse? Bater o que???
O Garoto: Uma xepa?! Vc não sabe o que é?
Eu: Não!!! O que é?!
O Garoto: (batendo em seu abdômen) è bater um rango. Comer... rsrsrsrsrss
Eu: Nooosssaaaaa... Nunca ouvi isso... rsrsrsrs
O garoto: Como não....?! Isso é coisa mais comum de se dizer... É coisa de peão de obra lógico... Mas sei disso desde criança...
Eu: È mesmo?! Mas eu não... Senti-me um ET agora... rsrsrs
O Garoto: Isso que dá vc ser muito educada!...Pessoas educadas são assim... rsrsrs
Eu: Hummmm... Não sei... Será que sou tão educada assim??? Rsrsrs Ao ponto de não saber o que é uma xepa???rsrsrs
O Garoto: Para mim vc é... (riso cínico, o de sempre)... rs

Enfim, buscando no dicionário e de alguns amigos; xepa nada mais é do que resto! Restos de final de feira mais exato... E que foi aderido ao vocabulário popular para dizer que vamos comer uma refeição barata...

Depois de passado este susto... Jantando com minha amiga ultra filosófica ela me explica alguma expressões do baianês e dentre esta o tal: ó pai i ó.

Amiga: Então pensa assim Camila,... Aqui em São Paulo quando vc quer falar para alguém de forma surpresa e intimista vc diz: Olha para isso aqui ó... Vc não ta vendo...??? Olha para isso aqui?!
Eu: Sim, ok?!
Amiga: Lá na Bahia, como dizem que baiano resume tudo, economiza etc... Eles dizem: ò pai i ó! Que quer dizer o mesmo que: ò pra isso ai ó! Falando com a preguiça costumeira de baiano ficou isso. O tal: ò Pai i ó! Que não tem nada a ver com o pai de ninguém rsrsrsrsr...

Confesso que tive coma risonho nível 5 a 6... rsrsrsrs ficava imaginando o tal diálogo sem fim...

Fora que teve a famosa explicação da criança com bicho carpinteiro e que na verdade é criança com bicho pelo corpo inteiro, uma expressão usada para dizer que a criança não pára, arteira, sapeca etc.

Se tiverem alguma expressão tão menos ou mais pitorescas que estas, eu aceito para forma de estudo, pq pelo menos não ficarei tão chocada como que fiquei com as citadas. Rs



E acabei descobrindo na minha busca por imagens, que Dona Xepa foi uma novela exibida em 1977. Ou seja, o serzinho realmente ouviu isso quando criança rsrsrsrs.

sábado, 20 de agosto de 2011

Paciência - Arnaldo jabor

Devo agradecer a minha amiga queridissima Verônica pela indicação desse texto... é para tudo e todos!




Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.
Por muito pouco a madame que parece uma "lady" solta palavrões e berros que lembram as antigas "trabalhadoras do cais"... E o bem comportado executivo?
O "cavalheiro" se transforma numa "besta selvagem" no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar...
Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma "mala sem alça". Aquela velha amiga uma "alça sem mala", o emprego uma tortura, a escola uma chatice.
O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela.
Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado...
Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais.
Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus.
A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta.
Pergunte para alguém, que você saiba que é "ansioso demais" onde ele quer chegar?
Qual é a finalidade de sua vida?
Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta.
E você? Onde você quer chegar?
Está correndo tanto para quê?
Por quem?
Seu coração vai agüentar?
Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio o mundo vai parar?
A empresa que você trabalha vai acabar?
As pessoas que você ama vão parar?
Será que você conseguiu ler até aqui?
Respire... Acalme-se...
O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia
vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência...




Feminino X Masculino


Sempre tive grande fascinação sobre este assunto. O lidar com o masculino e feminino de cada um sempre foi e ainda é; o grande desafio de homens e mulheres pela humanidade afora.
Outro dia, numa conversa descontraída com uma amiga, ela questiona:

- Sabe, estava outro dia pensando sobre como ando com a mente muito masculina. Sabe do tipo: pratico demais, previsível demais etc... Às vezes, me pego em situações que me acho racional demais... E depois passa algumas horas, e penso como consegui fazer ou dizer aquilo... Vc já sentiu isso?

Lógico que consegui entender perfeitamente tudo isso que minha amiga colocava. Mesmo pq, nunca fui a favor de príncipes e princesas... Odeio a Disney, Disneylândia e seus afins... E não suporto pessoas sem atitude em qualquer setor da vida... Enfim, meu lado masculino sempre esteve mais presente que minha feminilidade... Não estou fazendo aqui explanação sobre sexualidade, mas sim, sobre o tipo de energia que vc coloca do seu cotidiano. Pensando nisso fiz duas colocações a minha amiga:

- Então, eu sempre penso quando ocorre alguma situação; Outro dia percebi que os gestos de gentilezas de um homem me deixam desconcertada... Um dia um amigo quis levar meus livros e minha mochila ultra pesada... Ele já foi pegando e tal e nem perguntando se queria ou não... Senti-me, sem ter o que fazer rsrsrs. Incrível mais foi isso... E uma outra situação foi que estava lanchando, e o mesmo, abriu minha lata de suco e colocou o canudo e tudo... Pronto para eu beber... Quando olhei aquilo pensei: Poooo, nunca fizeram isso?! Só pude agradecer e ficar da forma mais estranha que já me senti... Sou mulher... Tenho direito a receber estas gentilezas.

Minha amiga ouvindo minha narração, com certo espanto e depois lógico com um riso um tanto bobo, disse:

- Poxa, mas que gestos lindos... Mas então, vc se sentiu inútil?
- Nesta hora não... Mas é algo que de certa forma, não permito ter... Foi isso que senti... Talvez pela forma de me colocar perante as situações... Auto-suficiente, Independente... Sem manhas ou tempos para pittys femininos tão costumeiros por ai... Sei lá, pensei varias coisas... Mas aquilo foi um carinho ao meu lado feminino e vi como não ando conversando comigo sobre isso.  Sinto falta de muitas coisas desse universo. Mas é como se não tivesse tempo para tal...
- Engraçado vc dizer isso, este tal crescimento do mercado de trabalho das mulheres, perdemos muita coisa... Inclusive estes gestos que vc disse... Mas vc achou que havia interesse da parte dos homens sobre isso?
- Não,... Acho que foi aquele esquema de cuidados, sabe?! Vi estes gestos, como se eles quisessem cuidar de mim naquele momento... Talvez pelo cansaço no final do dia, algo assim... E achei lindo, não vou negar... Mas foi super estranho rsrsrs... Só quando namorava, eu tinha um gesto desse e outro... E depois vc sabia que o relacionamento estava indo para o saco, quando vc não tinha mais estes gestos... Então, acho que o calejar, me fez nunca esperar alguma coisa do sexo oposto... Parece deprimente para uns, mas eu acho que é a realidade que vivemos isso hoje nos deixou assim, um pouco “frias e desconfiadas” a algumas gentilezas dos homens.

Ficamos ali apreciando o clima da conversa quando engatamos em outro ponto:

- Então, mas ai vem uma outra questão em minha mente...
-Qual?
- Como vc lida com elogios e criticas?

Nossa, mais surpreendente impossível, pois estava escrevendo sobre este assunto em alguma madrugada qualquer... E não tinha chegado a nenhuma conclusão ate então... Até aquele momento:

- Pois é, nada é por acaso, pensava isso estes dias... Vou falar uma coisa que escrevei a um serzinho estes dias... Fui condicionada a lidar melhor com a critica do que com os elogios... Quando o elogio vem, dependendo da pessoa, se ela tem um grande valor na minha vida... Ela tem um peso enorme... E pode ter certeza que fico tímida ao extremo... E sempre fui muito de sentir isso do que racionalizar se esta sendo certa ou errada. Eu acho que ai entra o meu feminino... Tenho uma amiga que sempre me diz, que ela me vê como uma pessoa Lógica e Sensível ao mesmo tempo... rs... Acho engraçado pq nunca consegui ver isso em mim ao que ela diz...

- Então, em que momento que grita seu lado feminino?

Pedi licença a minha amiga para que pudesse lembrar quando podia extravasar este meu feminino... Nada me vinha de muito claro na mente, mas rematei com isso:

- Olha... difícil... Que estranho... Faz tempo que não paro para pensar isso. Mas quando analiso as pessoas, este meu feminino age. Hoje, quando escrevo meus rascunhos filosóficos, ele tb esta ali... Mas se vc falar sobre romantismo... Isso já não sei... ele esta em algum lugar que não encontro por agora. Acho que sou andrógena. Rsrsrsrsrsrsrs

Rimos sem parar... Do tipo, não brinca com isso...

- Eu não acho isso de vc... acho que vc é sensível sim... E que infelizmente ainda não pode demonstrar, todo amor e carinho que vc tem a dar para um homem... e este vice-versa.

- Rsrsrsrsrsrs.... não sei... acho que parei de procurar por um tempo... Mas no restante eu tento lidar bem com esta dualidade... Mas que a energia masculina da ação, do fazer acontecer é muito mais presente em minha vida... isso sim, sem dúvida... rsrs

- Mas, nesta nossa conversa, quem prevaleceu, o masculino ou o feminino?

- Kkkkkkkkkkk.... sei lá... vou dar a mão ao feminino... e brindarei ao masculino... sem os dois, não seria este ser tão complexo rsrsrsrs... E se um dia aparecer alguém que explique isso com tamanha maestria, o mundo acaba e vamos voltar ao começo da humanidade... pq ai não teríamos mais assunto...

Salut!( brindamos)

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Automatizar...


Devo confessar que adoro quando minha mente permite ter umas sacadas legais durante minhas aulas. Tenho uma professora que ministra aulas de técnicas cirúrgicas e em uma de suas introduções as aulas ela oferece a seguinte perola a minha filosofia matutina:

- Sabem, é preciso ter muito cuidado quando começamos a automatizar nossas ações e reações... Sabem pq?! Fatalmente vc será levado ao erro... E este erro pode custar a vida de um paciente. E horrível quando começamos automatizar nossas ações na vida... e aqui não é diferente. Automatizar é igual a falhar, e pior, sem vc sequer perceber.

Então... naquele meu divagar, pensei: Mas como assim? Mas não é quando mais treinamos uma técnica, mais ficamos aptos a fazê-los sem erro?
Ledo engano de minha parte, minha professora continuava sua explicação com muita lógica e sensibilidade:

- Entendam que vcs precisam pensar e entender o que está sendo feito no momento da cirurgia. Fazer apenas check-list, não garante que tudo sairá como planejado. É preciso entender, nunca decorar... NUNCA. Pq vcs podem fazer 10 cirurgias do mesmo porte e da mesma especialidade, mas elas nunca serão as mesmas, pq teremos que pensar em todas as probabilidades que poderemos encontrar ao expor o corpo. Compreendam isso... é muito importante que vcs saiam não automatizados daqui, pq vc será apenas mais um, o básico... e vc tem que ser o profissional que está pronto para qualquer eventualidade... está é a adrenalina da nossa profissão. Sempre esteja a um passo a frente de sua equipe... sempre!

Aquela explanação me caía como uma luva, em tudo que pensava na vida... Sempre acreditei que se as pessoas si colocassem no lugar das outras, não precisariam esta passando por tamanha crise que assola as almas humanas. Acredito que até o filosofar não seria tão necessário devido ao auto-respeito.
Não é fácil esta ligada dessa maneira como ela pedia... pq havia uma junção de duas coisas: intuição e instinto. Duas ferramentas, que quando bem alinhadas ao bem, fazem progressos enormes para qualquer ser humano que deseja ser alguém melhor. E fiquei extremamente realizada que poderei praticar isso com tamanho afinco na área cirúrgica.
Por mais que meus anos no mercado de trabalho tenham me treinado a automatizar certas situações... Ali, seria o contrario, meu raciocínio e sensibilidade estariam aliados e não competindo...
Agradeci intimamente minha professora... e eu, por ter tido a oportunidade de ter feito minha escolha... e que ela estava correta.

Comece com o homem do espelho...

Sempre adorei entender a mensagem das musicas que mais aprecio... Esta do Michael veio a calhar na minha semana...






quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Poesia

É no acostamento do seus braços... Que eu desligo o meu cansaço... e me abasteço desse mel...

( Não sei o autor, mas um amigo postou isso e achei uma graça...)

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O que é porra na bahia?

Video engraçadissimo de Renato Feriche... puro humor baiano...




domingo, 14 de agosto de 2011

Nem toda tesoura corta

Foi com esta frase que ouvi em sala de aula, que viajei .. e nem sei por quanto tempo esta viagem demorou em minha mente.
Minha professora explicava que nem toda instrumento cirúrgico é o que parece. De todos os instrumentos cirúrgicos perfuro cortantes... a tesoura seja a mais difícil de vcs decorarem...
Assim ela disse:
- Devo avisa-los que nem toda tesoura corta... e sabem pq? Pq vcs podem ver na sua mesa cirúrgica vários tipos de tesouras...  irão ter formato e a função do abrir e fechar de suas hastes... Mas quando vc tiver um olhar mais detalhado e colocar em pratica a sua função, vcs verão que algumas tesouras serão apenas pinças,... outras um afastador de veias e artérias,... outras ajudarão na colocação do fio na agulha da sutura..., e outras sim, irão cortar com perfeição.

Ouvindo aquela explicação fazia totalmente lógica... mas ai, veio uma pergunta de um colega:

- Mas, então... pq teremos que utilizar elas... já que elas não cortam, se temos o instrumental de pinças, afastadores e tb a própria a agulha que faz o ajuste do fio de sutura... Não vejo pq utiliza-las... cada  instrumento feito já tem sua função única...

Até entendia o pensamento do meu colega, já não basta cada um fazer apenas sua função, para que um outro instrumento com formato de tesoura, faria o papel de pinçar ?!

Veio uma bela explicação:
- Então, mas as coisas funcionam assim... não podemos nos limitar a usar apenas aquele instrumento... temos que si utilizar de um, que fará um papel muito importante quando aquele que vc acha importante, lhe faltar. Quando vc esta em cirurgia, vc não pode ter tudo em sua mesa... vc tem que escolher e ver o que será necessário naquela sua cirurgia.
Por isso disse: nem toda tesoura corta...pq ela terá muitas funções... pq aquela tesoura que faz o papel de uma pinça, pode tb ser usado na retirada de algum corpo dentro de algum órgão... ele será a extensão de seus dedos. Na pinça, vc não teria a mesma segurança que neste tipo de tesoura... pq suas hastes estão apoiadas em volta dos seus dois dedos principais... quando vcs cortam um papel com uma tesoura, vc sente firmeza... pq ela não vai cair de sua mão... tente cortar um papel com um estilete. Vc precisa de uma base de apoio.. na tesoura não.. vc pode cortar o papel no ar... sem base de apoio... Compreendem?!

Analisando a explicação técnica, fiz o comparativo com as pessoas. Já conheci e tenho pessoas em meu ciclo de amizade que são como tesouras... tem inúmeras funções em sua vida. E outras fazem apenas aquela sua única função... si limitam apenas aquele tipo de condicionamento...
Há pessoas que mostram possibilidades... e outras apenas um único caminho ou nem isso.
Concluir que prefiro ser tesoura... com suas inúmeras possibilidades... do que apenas um mero instrumento condicionado a fazer só aquilo na mesa da vida.


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

amor incondicional, o amor generoso, o amor sem limites.‏


Dizem que a vida é curta, mas não é verdade.


A vida é longa para quem consegue viver pequena felicidade. E essa tal felicidade anda por ai, como uma criança tranqüila brincando de esconde-esconde. Infelizmente às vezes não percebemos isso e passamos nossa existência colecionando nãos:A viagem que não fizemos, o presente que não demos, a festa que não fomos, o amor que não vivemos,o perfume que não sentimos. A vida é mais emocionante quando se é ator e não espectador; quando se é piloto e não passageiro, pássaro e não paisagem, cavaleiro e não montaria. A vida é feita de instantes, não tenha medo do futuro. A morte não é a maior perda da vida.A maior perda da vida é o que morre dentro de nós enquanto vivemos.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Não é tão ruim...


Já citei aqui em um post que adoro o silêncio da madrugada. (post)
Tem dois momentos do dia que adoro ficar comigo: Na madrugada, seja qualquer horário, desde que o sono venha me visitar mais cedo; e no final de tarde, quando posso acompanhar o pôr do sol.
Quando reiniciei minhas aulas, uma das coisas que mais acho fascinante a meu ver... É quando acordo... E coloco o pé para fora do portão... E começo a fazer meu trajeto para pegar o sagrado coletivo... E durante este percurso... A cidade está em silêncio, ninguém nas ruas... Tudo vazio... Sabe aquela sensação de cidade fantasma?! Pelo menos em algum filme já visualizamos. É isso. Por isso que chamo onde moro de Lost... rs... quando anoitece e amanhece... é só neblina. E não tenho nada, além de minha companhia.
Muitos poderiam pensar: “Andar sozinha?” “Eu teria medo”... Pois é, esta sensação do nada... do apenas ouvir meus passos na rua... nunca me intimidou. Aliás, nem medo, nem isolamento... nem falta de opção rsrsr.
São poucas pessoas que ouço que apreciam a própria companhia. Já ouvi alguns relatos de quem não suporta estar em contato com este “estar só”. Sempre estão à procura de algo para fazer, ou mesmo encontrar alguém. Preciso conversar. Não consigo ir ao cinema sozinho, é muito triste não ter alguém para comentar o filme... Ou do tipo: quer ir comigo até tal lugar, pq não quero ir sozinha... Enfim, vários motivos.
Mas podemos até dizer e pensar que se a cia for boa e agradável, pq não?! Sim, concordo,... Mas que isso não se torne um hábito ou paranóia. E de certo... No mundo moderno que vivemos isso é muito fácil... Encontramos muitas pessoas, mas dialogamos com pouquíssimas. Em raros momentos filosofamos com alguém que seja digno de cultivarmos ótimos laços.
Uma verdade é certa, se vc for uma ótima cia para vc, será para qualquer pessoa... No bom senso da palavra... Dar tempo a si e ao outro, para que ambos possam si conhecem infinitamente. Outro fato, quando a cia é interessante... Ela será um poço sem fim de alegrias e papos agradabilíssimos... E isso em qual gênero for.
Cultivo e espero levar esta minha boa cia que faço a mim por longos anos... Tem um livro da escritora Lya Luft, em que ela cita que uma das maiores sabedorias de um ser humano é saber “envelhecer” em maturidade e jovialidade... Isso é fato, à medida que sabemos que nossa expectativa de vida aumenta a cada ano.
Sejamos boas cias, e nos encontraremos pelas esquinas e ruas da vida...





segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Eu poco, tu pocas, ele poca... Todos pocamos!

Semana passada fui com minha amiga super hiper mega blaster filosófica para os confins de Santa Isabel. A estrada é muito bonita... Bem aquela imagem rural que temos... Uma vaquinha, um cavalinho, uma ovelhinha e de pessoas muito simples. Tínhamos ido após o almoço, então bateu aquela “leseira” básica, de pessoas felizes devidamente alimentadas rs...
Fizemos o que tinha que ser feito e na volta... E não sabemos como e pq minha amiga solta esta:

Amiga: Nossa Camila, vc sabia que lá na Bahia é muito comum às pessoas falarem a palavra pocar?! Do tipo: ‘ sai daí menino... Eu não falei que a qualquer momento esta bola vai pocar aí?!!! Rs
Eu: kkkkkkkk... Caracasssssssss... Pocar????? O que é pocar?
Amiga: Pocar é o mesmo que estourar... Tipo, pocou um monte de coisas ali e aqui. Essas coisas...

Devo confessar que nessa hora eu não parava de rir, pq eu tenho um senso de audição do tipo: o som das palavras podem me encantar, ou podem me endoidecer num coma risonho... Rsrsrs e foi isso que ocorreu... Achei o tal “pocar” de uma graça só...

Eu: Mas então... Isso me lembra o tal pipocar que falamos aqui em São Paulo. Tipo: “poxa... pipocou um monte de idéias agora rsrsrs”... Algo assim... Então posso dizer: Nossa... Esta palavra “pocou” em mim rsrsrsrs...

Riamos sem parar... Mas lógico ela ria pq eu ria muito mais do que ela rsrsrrs

Amiga: Mas então!!! Olha só... Que genial... Sem querer visualizamos o sentido da palavra... Pipocar, o que aparece no final da palavra? O pocar... Pi-pocar... rsrsrsr Ou seja, o milho ele poca... Ou seja, o milho estoura...  Não é?! Arrasou!!! Rsrsrs

Rsrsrsrsrsr e meu coma risonha continuava em grau 5!!!! Rsrsrsrrss
Recobrando a sanidade disse:

Eu: Então... Pq o Pi da palavra pipoca é de origem indígena... Então deve ser algo do tipo mesmo... O milho poca... O milho estoura... rsrsrs
Amiga: Agora vc pode dizer que suas idéias pocam... Ou melhor, nossa minha mente pocou agora... Nossa... aquilo pocou para tudo que é lado... Ou, fulano não pára de pocar!!! Ou, eu poquei demais na semana passada kkkkkkkkkkkkkkkk...

Poooo a coisa toda não parava de pocar mesmo... estávamos conjugando o verbo pocar em todos os tempos verbais possíveis da língua portuguesa rsrsrsrsrs...

Só sei que aprendi mais uma de nosso rico vocabulário... adoro nosso dialeto e toda miscigenação que fazemos e ainda faremos em gerações vindouras... Este post pocou, e outros tantos irão pocar por aí... E se não escrevesse isso, tudo ficaria pocado em mim... kkkkk Parei!!!!




Os Aspones - o humor inteligente


Os Aspones foi uma série de humor brasileira, exibida pela Rede Globo de 5 de Novembro de 2004 a 17 de Dezembro de 2004, nas noites de sexta-feira. 
Ela apresentava um grupo de funcionários públicos, mais conhecidos como aspones (Assessores de Porcaria Nenhuma), que trabalham no FMDO (Fichário Ministerial de Documentos Obrigatórios), uma repartição pública onde não se tem o que fazer. Assim, criam o FMDO (Falar Mal Dos Outros), o que faz com que eles se ridicularizem entre si e aos que ali se dirigem. Fonte Google

Particularmente, acompanhei poucos episodios dessa série. Uma amiga que numa conversa lembrou desse momento que ficou um pouco esquecido pela TV. Fui rever no Youtube, na integra, todos os episódios... e não tem como vc dizer ou pensar... caramba... tem razão em tudo!!! Com atuações impar de Selton Mello, Andréa Beltrão, Pedro Paulo Rangel, Marisa Orth e a engraçadissima Drica Moraes. O elenco é perfeito e o tempo das piadas não poderia ser diferente. È uma pena que não houve uma continuação da série.. valeria muito a pena... mas o resultado ficou atemporal. Mesmo 7 anos após sua exibição, continua na mesma nosso sistema politico no país.











domingo, 7 de agosto de 2011

Thought of you - Ryan Woodward

O animador e designer Ryan Woodward criou um projeto de arte que explora o desenho da figura humana e seu movimento. Um video lindo. Vale a pena ser visto. A música é World Spin Madly On do The Weepies. By Obvious








Apenas uma imagem...

- Adoro estas imagens das negras... Escolhe qual vc quer?
- Escolher?! Sério?! Mas todas são lindas...

Minha amiga ultra filosófica me deu esta difícil missão em sua casa... Escolher uma das muitas imagens de mulheres negras africanas que ela tinha em um dos seus quartos. Estava em duvida em três delas... Mas um a gritou para mim... E logo fui dizendo:

- Esta... Ela tem todo um sentido...
- Huuummm... pq?
- Ela é altiva... segura em suas mãos junto ao seu peito um filhote de ovelha. E na barra de suas saias, uma criança... e a outra é levada em suas costas... Pq o cordeiro ela tem que levar na frente, em suas mãos... junto ao peito? E olhar dela é sereno... ela não tem cabelos... nenhuma mecha... apenas adornos em sua cabeça... todos em dourado... ela esta linda, segura... não perde em nenhum momento sua feminilidade. Ela é feliz!
- Noosssaaaaaa. vc viu tudo isso nesta imagem?! Arrasou! rsrsrsrss

Rimos juntas... mas agradeci imensamente o presente.

Chegando em casa, já sabia exatamente aonde colocá-la... No meu ponto de força da minha casa... Minha mesa do quarto... junto com todas as coisas que me trazem inspiração ao que escrevo, estudo ou resolvo por ali.
Ela ficou linda... pq as paredes do meu quarto são amarelas. Sentei e fiquei ali quase batendo um papo telepático com ela.

Sempre quando começo a escrever, dou uma olhada ou outra para ela... Quase pedindo uma opinião ou mesmo uma idéia...
Um dia disse a ela em pensamento: “Acho que vc deve ter minha idade...”. O porquê ter pensado isso, é bem lógico... Vendo ela com suas duas crianças... Que pode ser ou não seus filhos... Achava que chegando aos trinta, teria realizado muitas coisas... Do tipo: estar formada, com casa própria, viajando sempre que possível. E quem sabe, mãe de uma cria rs.
Mas a vida é bem irônica, então ela achou que deveria tardar um pouco isso em meu ser...
Ela acha melhor eu andar por ai, resolvendo outras prioridades do que apenas me dedicar a um único e exclusivo ser...
Mas voltando a imagem... A doçura e a força que ela me passa... Não poderia ser maior do que a minha vontade em descobrir para onde e o que ela olha... O olhar brilha e sorrir ao mesmo tempo... Quase uma incógnita, dizendo: “Qualquer dia vc descobre ou lhe digo, mas não tenha pressa... continue vivendo querida!”.


sábado, 6 de agosto de 2011

Resumão de férias

Mas um ciclo de férias termina e devo dizer que elas tiveram um sentido muito especial para mim. Apesar de ter falado para muitas de minhas amigas e amigos que queria férias de minhas férias rsrsrs (e desculpem-me se fiz tão injúria reclamação para todos rsrs). Mas foi tanta correria, que nem sei bem como eu estava no inicio dela e no final agora...
Em alguns momentos cansada fisicamente... mas mentalmente estava muito ativa, criei e recriei muitas coisas... e comecei até algumas que tinha deixado de lado.
Atualizei meu blog... voltei a tocar violão... joguei várias quinquilharias fora... Revi várias amigas muito queridas... passei horas e madrugadas com muitas outras. Aprendi muita coisa mesmo... passei situações até de cunho muito repetitivo que me enojava até... do tipo: “Porra de novo isso... de novo tive que ouvi isso ou ver isso etc.” Mas nada me abalou... minha paz sempre foi prioridade em minha vida... e quando ela é ameaçada, sou capaz de ai sim... Atropelar alguém com uma bicicleta rsrsrs.
Não posso deixar de agradecer a todos que forem ler este post... todos meus amigos e amigas: MUITO OBRIGADA!!! POR TODOS OS ALTOS PAPOS FILOSOFICOS!!! Por toda boa companhia regada a muitos comas risonhos e muitas revelações, confissões e afins... vcs me ensinam muito. e um pouco desse resultado esta aqui... nestes textos, lembrando de cada vibração do poder palavra em vcs!
Não me afastarei... O tempo ficará exprimido... mas não inviável.
A vida continua. e com ela toda rotina estudantil...

Thanks Mate!!!!

Conversando sobre Peanuts – Sua vez Lucy




O Garoto: O que??!!! A Lucy é maior afim do Charlie Brown!!! Vc nunca percebeu isso?
Eu: Como assim??? Ta louco??? Aonde vc viu isso??? Rs

Esse foi o pequeno inicio, da longa conversa, que meu querido e estimado serzinho teve comigo...
Falávamos da teia complexa do comportamento humano... E como também articulávamos o assunto da repercussão que teve o post que deu inicio a tudo isso (Conversando sobre Peanuts)... Deixarei o diálogo seguir:

O Garoto: Mas isso é lógico... Ta na cara isso!!! A Lucy é uma neurótica... Ela é maior apaixonada pelo Amendoim... Vc não vê que ela fica toda hora desdenhando ele?!
Eu: Porraaaa... Mas então?! Por isso que não vejo lógica disso que vc está me dizendo... Ela tem que f... A vida do Charlie por que ela é afim dele?
O Garoto: Sim, pq o Charlie gosta da garotinha ruiva. E ela, por sua vez, nem ai tb para o Charlie...
Eu: Mas a Lucy é afim do Schoeder... Fica lá horas encostada naquele piano... Puxando assunto atrás de assunto com o menino e nada... Ainda não vi lógica disso...
O Garoto: Mas veja bem... A Lucy sente uma paixão platônica pelo Schoeder... Isso não é real... Eles não vão ficar juntos... E ela nem quer... Ela quer o Charlie... Pq ele é o cara. Ele é o mais humano da turma toda... Só que ela não pode demonstrar isso, pq ela sabe que o Charlie gosta de outra, sacou?!

Confesso que minha cara de ponto de interrogação devia esta gritante na altura do campeonato... Rsrsrss... Eu ria tanto, pq pensava: Que p... Toda essa que esse serzinho esta falando?! Mais uma vez devo confessar que tinha certeza que tudo isso tinha uma certa lógica, pq o garoto estava si identificando com alguma coisa da personagem Lucy. Mas o que seria?! Eis que surge a seguinte confissão:

O Garoto: Então, na época de ginásio sempre tinha alguém que a gente gostava... Mas, ás vezes, esta fulana já tinha outro alguém... E ai que rolava todo este desdém...
Eu: Como assim? Dá um exemplo?
O Garoto: Aaahhh tipo... Das garotas que gostei. Eu tinha vontade de passar a bicicleta numa poça de lama e sujar ela toda... Ou até mesmo atropelar. Tava nem ai... Pq?! Pq eu queria ser indiferente,... E qual era a única coisa para isso? Desdenhar!!!... Já dizia: Quem desdenha sempre quer comprar algo... Mas tb eu era um pouco rebelde... Então...
Eu: Mas que coisa louca toda essa... Eu até poderia ignorar. Mas passar a bicicleta por cima... Rsrsrss já é demais...
O Garoto: Mas então... É pq eu era meio perturbado... RS só pessoas neuróticas como a Lucy fazem isso. Tendeu?! Pq ela é afim dele... E ela não pode demonstrar isso... Não tem aquela cena que ela fica tirando a bola de futebol, toda vez que ele chega quase perto para chutá-la?! Vc viu o prazer na cara dela quando o Charlie cai no chão?! È tipo dizer: Ta vendo seu idiota, vc não ta vendo que gosto de vc?! rsrsrs

Nesta hora já estava com cara de paisagem ultra mega power... Nunca tinha passado tamanha imagem entre Lucy e Charlie... Ou melhor, Lucy apaixonada por Charlie!

O Garoto: Vc não esta concordando muito com isso, não é?! (sorriso cínico da criatura rs)
Eu: (desperto do meu pensamento)... Não é isso, estou analisando tudo isso que vc está me falando... Talvez acho que estou chocada... anos achando que Lucy odiava Charlie. E de repente ouço o contrário... Não poderia ser mais simples, não?! Rs
O Garoto: Mas ai que ta. Se fosse simples demais não teria graça... O Schultz sacou legal a temática do relacionamento humano... Vc tem que si identificar para entender. E todos eles são assim...
Veja aquele personagem a Rê Bordosa, do Angeli... Na década de 80, ele teve que matar a personagem numa banheira que explodiu... Pq?! Pq a criatura cresceu mais que o criador... Sacou?!
Eu: Nooossaaaa. Ela morreu?! Nem sabia...
O Garoto: Sim... Ai ela ressuscitou anos depois rsrsrsrs... Mas sabemos que ela morreu... Pq deve chegar ao ponto que o criador não sabe quem é quem mais... Assim como serzinho sobre vc. Kkkkkkkkkkkkkk...
Eu: kkkkkkkkkkkkkkk... Ai já é demais. Vc existe... faz toda diferença... Mas confesso que gostei de saber disso. Mas não vou concordar de prontidão... Vou pensar.

Enfim... Como nada é por acaso... Minha amiga super hiper mega blaster filosófica veio almoçar em casa, e numa conversa e outra perguntei:

Eu: ... Então depois de lhe explicar tudo isso... Vc acha que Lucy é afim do Charlie?
Amiga: Lóoogico. Total... !!! Faz sentido sim, o que o serzinho esta falando... Aliás... Entendo perfeitamente o que ele quer dizer... Pq eu vou ficar me mostrando...  Gastando a minha imagem. Se o fulano não esta nem ai para mim. Se ele esta afim de outra ou em compromisso. A indiferença é um processo oculto... Só vc sabe o pq vc esta fazendo aquilo... O outro nunca vai saber o real motivo. Só se ambas as partes mudarem esta energia... No caso... Se Charlie fosse começar a gostar e a ver Lucy com outros olhos.

Pasmem... Até minha amiga ultra filosófica tinha entendido o serzinho... E eu, chocada ainda com tanta revelação rsrsrs

A sacada toda disso que me veio, colocando todo este papo em palavras... É pq o ser humano precisa se utilizar do desprezo, da indiferença, do desdém. Já que isso faz parte do mesmo saco... Sendo que si poderia fazer outros caminhos... Perguntei-me quantas vezes fiz uso disso... Muitas! Cheguei a este ponto, masssss... Nem de longe passaria a bicicleta por cima de alguém. É muito trabalho rsrsrsr
Nas palavras do meu estimado serzinho, essa é a real... E mudar seria perder toda a graça da complexidade humana. E outra: não faria este texto tb rs?! Thanks Guy!







quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O que lhe incomoda?

Quando se faz um questionamento desse a alguém, a pessoa poderá duas respostas: uma lista de coisas que realmente a incomodam, ou, um vazio: não sei?!

Tenho prazer em questionar meus comportamentos... Tenho este ato de sempre estar falando comigo mesma desde criança... Acho que sempre falei mais comigo do que com as pessoas a minha volta.

E dias desses estava batendo uma insatisfação com não sei o que? Como estava a caminho de encontrar uma amiga super hiper mega blaster filosófica, chega até a ganhar de mim em alguns devaneios rs.
Entre papos ali e acolá, sem forçar nada... Minha amiga solta esta pergunta: Mas, Camila o que está lhe incomodando em “x” assunto ou situação?

Não poderia ter vindo ajuda melhor, não sabia de prontidão o que dizer a minha querida amiga, porque não tinha descoberto... Mas era algo simples... Era algo concreto, não era dor de rotina, ou de alguém...

Filosofando mais um pouco... Comentava que por vezes era difícil vc ouvir certas confissões de pessoas num tom maldoso sobre outras. A pessoa poderia falar com palavras floridas, mas o que vibrava para mim, e isso sem ser tão critica... Era a droga da inveja que vinha mascarada em frase bem colocada ou até triviais.

Filosofando ainda mais... Chegamos ao ponto de que tenho por vezes várias idéias e projetos para serem colocadas em grupos, mas algo me limitava...

Minha amiga numa sacada genial disse: “Aaaahhh Camila, sempre que me sinto assim, sempre peço permissão a mim mesma... do tipo: Olha, eu te permito que vc tenha força para fazer tal coisa acontecer...”.

Ouvi isso foi como ouvi as tais trombetas do paraíso (se é que isso exista mesmo!?) rs.

Mas falei num ar tão admirado e aliviado para ela que me deu até uma comoção na alma dizendo: “P”... É isso!!! Eu sinto falta de permissão amiga,... Minha alma pede sempre isso,... permissão se posso dar este ou aquele primeiro passo...

Quero deixar claro, que isso é em relação quando dependemos de pessoas e elas estão adentro de “x” trabalho. A coisa toda individual é bem diferente, nunca tive problemas se teria ou não capacidade para aquilo... Sempre tive o risco como meu estimulador para realizações na vida...

Ela mais admirada disse: Isso faz toda diferença mesmo... Não queremos atrapalhar ou mesmo, invadindo a vez do outro... Entendo vc!

Parece algo tolo, lendo de primeira, mas se vc já esteve em situações de mãos atadas, onde vc tinha que esperar a vez do outro para que vc pudesse fazer o seu trabalho... Saiba que isso é pior que purgatório para pessoas que são muito ativas em suas atividades e projetos.

Na conclusão, só que sei que não devo ser indiferente a tal situação... Mas sim ter aquela BENDITA calma... E deixar o tempo transparecer.
E lógico, na genialidade de minha amiga... Sempre si permita!






quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Leis da Natureza

Tem alguns textos que chegam aos meus conhecimentos que acham de uma sacada interessante... 
Um desses eu tirei de uma revista e vale a pena analisar o lado irônico das coisas e por que não da vida!!!
O autor é como sempre um eterno desconhecido, aliás este tal "desconhecido" já deveria ter um lugar na academia brasileira de letras... rs

- LEIS BÁSICAS DA CIÊNCIA  MODERNA

Se mexer, pertence a Biologia;
Se feder, pertence a Quimica;
Se não funciona, pertence a Fisica;
Se ninguém entende, é matemática;
Se não faz sentido, é economia ou psicologia;
Se mexer, feder, não funcionar, ninguém entender e não fizer sentido: é informática.

-  LEI DO ESPARADRAPO

Existem dois tipos de esparadrapo: o que não gruda e o que não sai.

- LEI DA TELEFONIA

quando te ligam: se vc tem caneta, não tem papel. Se tem papel, não tem caneta. Se tem ambos, ninguém te liga.
quando vc liga para numeros errados de telefone, eles nunca estão ocupados.
Parágrafo único: Todo corpo mergulhado numa banheira ou debaixo do chuveiro faz tocar o telefone.

-  LEI DA UNIDADE DE MEDIDA

 Se tiver escrito: "TAMANHO ÚNICO", é pq não serve em ninguém, muito menos em vc!!!

- LEI DA GRAVIDADE

 Se vc consegue manter a cabeça enquanto a sua volta, todos estão perdendo ela, provavelmente vc não esta vendo a gravidade da situação.

- LEI DO CURSO, PROVAS E AFINS

80% da prova final serão baseadas na unica aula que vc não compareceu e os outros 20%  serão baseadas no unico livro que vc não leu.

-LEI DA QUEDA LIVRE

Qualquer esforço para agarrar um objeto em queda, provoca mais destruição do que se o deixassemos cair naturalmente. A probabilidade do pão cair com o lado da manteiga virado para o chão é proporcional ao valor  do carpete.

- LEI DAS FILAS E DOS ENGARRAFAMENTOS

 A fila do lado sempre anda mais rapido. 
Parágrafo unico: não adianta mudar de fila. A outra é sempre mais rápida.

-LEI DA RELATIVIDADE DOCUMENTADA

Nada é tão facil quanto parece, e nem tão dificil quanto a explicação do manual.

- LEIA DA ATRAÇÃO DE PARTICULAS

Toda particula que voa sempre encontra um olho aberto.

- LEI DA VIDA (essa matou todas!!!)

Uma pessoa saudável é aquela que não foi suficientemente examinada.
Tudo que é bom na vida é ilegal, é imoral, engorda ou engravida.